Nome de Registro: Joana Pia Fioresi

Nasceu no dia 15 de maio de 1914

Natural de Colombo – Paraná

Filha de Pedro Fioresi e de Rosa Busato Fioresi

Batizada na Igreja Nossa Senhora do Rosário – Colombo:  21 de junho de 1914

Crismada: 23 de março de 1916, com quase dois anos.

Primeira Eucaristia: 19 de março de 1921.

Profissão Religiosa: 29 de março de 1930

Profissão Perpétua: 22 de junho de 1936

 

Com apenas 12 anos de idade, descobriu que deveria se tornar uma religiosa. Tendo feito o seu curso primário no Colégio de Colombo, que na época era dirigido pelas Irmãs do Sagrado Coração de Jesus, recorda-se até hoje que uma das Irmãs, todas as sextas-feiras, falava aos alunos da Paixão de Jesus. Talvez por essa razão ao se decidir, optou pela Congregação Passionista.

Ao ficar sabendo que as Irmãs Passionistas se encontravam em Curitiba, para iniciar uma comunidade que viria a ser a do Asilo São Vicente de Paulo, apressou-se em ir ao encontro delas pedindo-lhes para ser aceita como candidata. Por coincidência, um grupo de jovens se preparava para ir para São Paulo com a intenção de se tornarem religiosas Passionistas. Entre elas estava a jovem Maria Concetta, a futura Ir. Antonieta Farani.

Joana Fioresi foi aceita, apesar de sua pouca idade.  Sua família ficou chocada com a notícia, mas, considerou que a        vocação da menina era uma bênção de Deus.

Chegando a São Paulo, a pequena Joana permaneceu com as internas do Abrigo Santa Maria como juvenista, pois ainda não tinha idade para ser postulante.  Em setembro de 1929, com 15 anos, ingressou no noviciado. Aos 16 anos fez os seus Primeiros Votos (setembro de 1930).

 

Seu espírito alegre, dinâmico e de muita liderança conquistou-lhe muitos amigos: entre os   simples e entre os importantes. Gostava muito de ir ao encontro dos pobres, dos doentes e dos idosos. Com eles rezava o terço e falava da paixão.

 

Morou em Pederneiras, Colatina e Formiga, lugares em que vivenciou seu apostolado com muito amor e paixão. Dedicando-se aos mais necessitados, anunciando a Palavra de Deus e testemunhando sua alegria de consagrada.

 

Nos últimos 10 anos passou a viver em São Paulo, primeiro na Sede Provincial, onde completou 80 anos de Vida Religiosa em 2010 e incansavelmente, sai para levar a Sagrada Comunhão para os doentes. Em 2012 passou a residir na Comunidade Lareira São José, onde vive com alegria, está sempre fazendo alguma coisa. Lendo, rezando, falando de Deus para que chega ou ali está, bordando e contando histórias.