encerramento-assembleia-dos-bisposApós dez dias de reuniões em Aparecida (SP), os bispos do Brasil encerraram nesta sexta-feira, 9, a 52ª Assembleia Geral da CNBB. A reflexão central desse ano deu continuidade à temática do ano passado “Comunidade de comunidades: uma nova paróquia”.

Presidiram a cerimônia de encerramento o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, e o arcebispo de São Luís (MA) e vice-presidente da CNBB, Dom José Belisário da Silva.

Ao longo desses dias de reunião, vários foram os temas abordados, mas tiveram prioridade, além do tema central, a questão agrária, o papel dos leigos na Igreja e as eleições. Os bispos aprovaram um documento intitulado “Igreja e Questão Agrária brasileira no início do século XXI”. Quanto à questão dos leigos, os bispos trabalharam em um texto de estudo, que ainda será enviado às dioceses para aprofundamento. E sobre as eleições, foi apresentado o projeto “Pensando o Brasil: Desafios diante das eleições 2014”.

Segundo Dom Damasceno, esses documentos são um exemplo dos frutos vindos da Assembleia anual dos bispos do Brasil. “Que possamos continuar a nossa missão de conduzir o povo de Deus que nos foi confiado, levando aquilo que nós partilhamos esses dias, procurando incentivar cada vez mais nossas dioceses e paróquias a serem cada vez mais missionárias,”, declarou.

Cardeal Damasceno agradeceu a presença do núncio apostólico, Dom Giovanni D’Aniello, a Dom Leonardo, que coordenou os trabalhos da Conferência; a Dom José Belisário, a todos os que colaboraram para a realização do evento e aos profissionais de comunicação que se empenharam na cobertura da Assembleia dos Bispos. “Que Nossa Senhora acompanhe a todos sempre com sua maternal intercessão”.

Por Canção Nova