untitledNa Missa celebrada nesta segunda-feira, dia 16 de junho, na Casa Santa Marta, o Santo Padre abordou sobre a corrupção, problema social este que, segundo ele, acaba atingindo os mais pobres deixando-os sem aquilo de que têm necessidade e direito.

“O único caminho para vencer o pecado da corrupção é o serviço aos outros que purifica o coração”, disse o Santo Padre.

“Lemos tantas vezes nos jornais sobre o político que enriquece magicamente. Foi processado, levado ao tribunal o empresário que ficou rico como uma magia, ou seja, explorando seus operários.

Todos somos tentados pela corrupção, porque quando alguém tem autoridade e se sente poderoso, se sente quase como um deus”, declarou.

Para o Santo Padre, as pessoas são corrompidas ao longo “do caminho da própria segurança”.

Com “o bem-estar, o dinheiro, depois o poder, a vaidade e o orgulho”, chegando inclusive a matar pela própria ganância.

O Papa Francisco acredita que “o único caminho para sair da corrupção, o único caminho para vencer a tentação, o pecado da corrupção, é o serviço”, pois “a corrupção nasce do orgulho, da arrogância, e o serviço humilha você: é a caridade humilde para ajudar os outros”.

“Hoje, oferecemos a Missa por essas pessoas, tantas que pagam a corrupção, que pagam a vida dos corruptos. Estes mártires da corrupção política e da corrupção econômica. Rezemos por eles. Que o Senhor nos aproxime deles. Que o Senhor esteja perto deles e lhes dê a força para continuar o seu testemunho, no seu próprio testemunho”, concluiu.

Por Gaudium Press